sexta-feira, 12 de maio de 2017

A lição que a esquerda moralista ainda não aprendeu


O texto abaixo vem na sucessão do depoimento de Lula a Sérgio Moro, no âmbito da inquisitorial "Lava Jato". O Coletivo Espaço Marxista, no geral, compartilha da mesma opinião do articulista.

Vamos aos fatos

Mário Medina
Tendência Revolucionária (PSOL)

Não adianta tentar pegar o Lula em contradição, dar mandado de condução coercitiva, enfim, todo esse jogo de cena. Isso só serve pra espetacularização da mídia golpista. Se não tem provas, não tem ilícito. Qualquer Zé Mané sabe disso.

Agora, e isso é pertinente apontar, pra Sérgio Moro isso não é problema. O Congresso Nacional votou um impeachment sem crime de responsabilidade; quer maior desconsideração da lei e do direito que essa?!

terça-feira, 9 de maio de 2017

Exercícios militares com os ianques é amostra da política externa de Temer


Coletivo Espaço Marxista

O governo golpista de Michel Temer "convidou" tropas estadunidenses para a realização de exercícios militares na região amazônica, em novembro deste ano. A operação "inédita", como as Forças Armadas brasileiras orgulhosamente têm colocado, vem em um momento quando os golpistas buscam terceirizar a vigilância do espaço amazônico, isto é, entregar à iniciativa privada uma tarefa altamente estratégica. É claro que não há coincidência nenhuma, ao contrário, isso reflete uma evidente opção político-ideológica do bloco que assaltou o Planalto: a submissão canina a Washington, em detrimento da construção de uma América Latina soberana nos marcos de um mundo multipolar.

domingo, 30 de abril de 2017

28 de Abril: trabalhadores nas ruas contra os ataques do governo golpista


Coletivo Espaço Marxista

Nesta sexta, dia 28, a massa trabalhadora brasileira ocupou as ruas, realizando a primeira greve geral após quase duas décadas. Os protestos, que ganharam ampla repercussão na mídia internacional (apesar de canalhamente minimizada pela grande imprensa de direita, aliada de Temer), com piquetes e bloqueios de estradas em todo o país, mobilizaram inúmeras categorias, como bancários, portuários, comerciários, petroleiros e profissionais da educação, dentre outros. Mostrando o seu caráter de massa, a greve foi convocada por um amplo espectro, das centrais aos movimentos sociais, passando por setores progressistas da sociedade civil e das igrejas católica e evangélica.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

A mediação internacional é necessária na questão curda


Publicamos abaixo uma entrevista concedida pelo dirigente curdo Cemil Bayik ao órgão de mídia Al-Monitor, antes do referendo constitucional na Turquia que deliberou pelo regime presidencialista, ou seja, ampliando os poderes de Erdogan.

O Espaço Marxista é solidário à luta do povo curdo por autodeterminação, e é evidente para nós que a linha federativa, ecológica, feminista e plural do PKK é mais progressista que o nacionalismo burguês baathista de Assad. Nesse sentido, apoiamos os curdos contra o regime de Assad. Todavia, repudiamos resolutamente a influência do imperialismo estadunidense e europeu, de modo que, nas hipóteses em que os curdos estejam apoiados ou em unidade de ação com os ianques contra Assad, estaremos apoiando Assad- afinal, não se pode lutar por uma Síria "democrática" ao lado da OTAN.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Poder para os trabalhadores contra a carne fraca do capitalismo


Coletivo Espaço Marxista

Com estardalhaço, a Polícia Federal deflagrou a operação "Carne Fraca", visando apurar irregularidades no setor frigorífico nacional, como a venda de produtos adulterados, vencidos ou com substâncias tóxicas. A pirotecnia foi a de sempre, envolvendo mais de mil policiais em seis Estados brasileiros e dezenas de prisões e mandados de busca. A megaoperação causou turbulência no setor, afetando as ações das gigantes JBS (Friboi, Seara) e BRF (Sadia, Perdigão) e trazendo queda vertiginosa nas exportações.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...